COMO SABER SE A SUA PLACA DE VÍDEO É REALMENTE BOA?

Olá caro leitor, tudo bem com você?

Você gosta de jogos?

Tem clientes que gostariam de instalar jogos em suas máquinas porém não sabem se o PC tem capacidade?

Pois bem… Hoje vou explicar a você como descobrir se a placa é compatível com os requisitos dos games!

Mas antes, vamos estudar um pouco a lógica de uma placa de vídeo, como ela funciona e o porque desse componente ser algo tão essencial para as pessoas que curtem jogos digitais.

Entendendo o conceito de placa de vídeo

A placa de vídeo é o componente do Hardware de um PC com uma função bem interessante, administrar e controlar as funções de exibição de vídeo na tela!

Todos os PC´s hoje em dia vem por padrão com placa de vídeo integrada à placa mãe, são muito básicas porém para o usuário médio, é totalmente viável a utilização.

Já para os usuários Gamers que estão a procura de uma melhora na qualidade dos jogos a placa integrada já não é tão interessante.

Por isso ensinarei a você – Futuro profissional de TI – as melhores maneiras de reconhecer uma placa de vídeo de qualidade!

Antes de tudo quero deixar claro para você que, para que o PC tenha um bom desenvolvimento em relação aos jogos não basta ter apenas uma boa placa de vídeo, é necessário a utilização de um conjunto de componentes que supram os requisitos, por isso, aconselho fortemente que você leia esses 4 artigos abaixo sobre diversos tipos de componentes para que na hora da montagem de um PC Gamer, você tenha uma excelente base teórica ao melhor estilo #APRENDAEAPLIQUE

1.Aprenda as principais diferenças entre x86 e x64

2.Como escolher a placa de mãe certa

3.Entendendo os processadores

4.Conheça as principais diferenças entre o HD e a Memória RAM

Agora que você aprendeu sobre as estruturas de um PC, vamos começar? Esse é o melhor momento para aprender sobre os componentes da placa de vídeo, pois a demanda por PC´s mais potentes tem aumentado drasticamente com o passar dos meses!

Processador Gráfico (GPU)

A GPU (Unidade de Processamento Gráfico) é o chip responsável pelo processamento gráfico.

Vou dar a você um exemplo mais claro: Imagine o seu computador sem a instalação do driver de vídeo ok? a resolução máxima seria em média 1366x768p, isso é equivalente a 1.049.088p para serem iluminados simultaneamente em variadas coordenadas, isso com certeza deve dar um grande trabalho para a GPU!

A placa gráfica (GPU) basicamente coordena o espetáculo por trás dos palco, realizando a administração dos processos de maneira altamente detalhista quando o assunto é iluminação e coloração.

Frequência do processador gráfico (MHz)

A frequencia do GPU é a quantidade de ciclos que conseguem ser realizado a cada 1 segundo!

Lembre-se, a cada ciclo um calculo é gerado, e consequentemente mais tarefas são realizadas num mesmo tempo quando este parâmetro é aumentado.

Grande parte das placas de vídeo pode ter seu clock alterado, para cima ou para baixo (overclock ou underclock). O overclock é bastante popular entre o público de Gamers apesar de não se aconselhável para aqueles que não possuem conhecimento aprofundado em Hardware.

Quantidade de memória (GB)

Recomendo um padrão mínimo de 1 GB para a placa de vídeo, afinal em sua maioria os jogos pedem essa média para que seja executado com qualidade.

Atualmente existem placas “gamer” com até 6 GB de memória, mas placas com menor capacidade podem ser suficientes.

O padrão de memória mais recente é o GDDR5, o qual garante melhores resultados nos games. Contrariamente ao que se fantasia, a memória não pode ser “somada” em casos de utilização de mais do que uma placa de vídeo trabalhando em paralelo.

Largura de barramento (Bits)

É quantidade de bits que conseguem trafegar ao mesmo tempo pelo barramento da memória. Neste quesito, recomendo como padrão mínimo a quantidade de 128 bits.

É muito comum a estratégia de venda de placas indicando sua quantidade de memória, sem informar a largura de barramento.

Frequência da Memória (MHz)

Assim como na GPU, é a quantidade de ciclos por segundo na qual trabalham as a memórias da placa. Da mesma forma que no processador gráfico, em muitos casos pode ser realizado o Overclock alterando a frequência causando mudança de desempenho e alteração da temperatura de trabalho.

Geralmente os mesmos softwares utilizados para a modificação dos parâmetros da GPU permitem algum incremento nos valores das memórias. Valem para essas as mesmas observações realizadas em relação ao processador gráfico.

API

Outra característica importante é a Interface de Programação de Aplicativos (API) utilizada, pois ela permite que seu sistema execute as formas, movimentos, cores, iluminação e todas as tarefas 3D do DirectX. Atualmente, estamos na versão DirectX 11.2. Para rodar os jogos mais modernos, você vai precisar de uma placa compatível com a versão 11.0.

Dicas do Baú da TI

1.Comprar uma placa mais recente é uma melhor opção, mas é possível achar boas ofertas de placas novas, com tecnologias anteriores ainda adequadas para a jogatina. Mas antes analise conforme o Baú da TI ensinou!

2.Dê prioridade as principais marcas como NVIDIA e AMD, até porque os seus componentes eletronics possuem um maior índice de confiabilidade!

Então é isso caro leitor, espero que tenha gostado da postagem! Não esqueça de curtir e compartilhar a nossa página no Facebook e Blog, afinal é sempre bom disseminar o conhecimento certo?

Um grande abraço e até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *